Motivar é ruim?

“Sorte é nome que o vagabundo da ao esforço que ele não faz.” – Leandro Karnal

Erika Souza

Olá amigos!

Quanto tempo né?

2017 tem sido extremamente revolucionário para mim em diversos aspectos.

Aos poucos vou contar sobre os ciclos que estou fechando e as descobertas que estou vivenciando. Principalmente as descobertas sobre mim.

Tenho recebido algumas críticas as famosas indiretas de alguns amigos sobre o novo trabalho que estou desenvolvendo.

Recebi questionamentos sarcásticos de pessoas bens próximas e a famosa e clássica: Já está rica?

Nesse negócio tenho absorvido muita literatura que até um ano atras eu repudiava, por muitas vezes repetir “eu não preciso disso”.

Falando novamente sobre esse negócio, as situações que vivo hoje foram vivenciadas por outros amigos que estão a mais tempo nesse negócio e eu os julguei.

motivação e foco

O que estou vivendo é hoje de desafiador é extremamente motivador, pois eu já estive do lado de fora e com olhar de desdém eu disse: “Gente, pra que isso?”

Fui cética no negócio. Aprendi que eu estava errada.

Mas mesmo assim eu tinha minhas objeções sobre tomar a decisão de iniciar o negócio.

Sabe o que realmente faz a diferença?

MOTIVAÇÃO!

Sim e isso também é o grande problema para quem está de fora.

Eu quebrei um empresa em 2015 e hoje me faça uma reflexão: Se eu tivesse todas as semanas tomado doses de motivação que gerasse entusiasmo para o meu trabalho eu teria fracassado da forma que eu fracassei?

No último sábado, estávamos em sala de aula e a professora contou em sala que estava ela em uma plateia onde a palestrante era extremamente motivadora e um dos que também estavam na plateia comentou em tom de sarcasmo: “só falta ela agora apresentar o plano da Hinode”. Presenciando a cena, a professora e minha amiga virou-se para o questionador e lançou o famoso “mas porquê?” Ele, se sentindo super sagaz retrucou: “É que na Hinode é que eles tem esse motivacional”.

Aí se deu uma série de questionamentos que eu os faço aqui:

Motivar é ruim?

Uma empresa que o foco é formar líderes é um problema?

Porque nos causa tanto medo uma empresa que foca em recompensas imediatas para metas atingidas?

Nos espanta essas possibilidades né?

Sim. Causa. Passei quatro anos dizendo não a esse negócio por uma razão muito absurda: Algo tão bom, provavelmente eu não conseguirei.

E com ajuda de muita literatura descobri que era motivação que me faltava e é isso que está me fazendo crescer e ter resultados excelentes.

Mas poxa Erika e tudo que você estudou e se especializou, vai jogar tudo fora nesse negócio?

Essa era uma das crenças limitantes que me faziam dizer não a oportunidade.

Hoje vejo como continuar fazendo o que eu gosto, dentro de tudo o que eu aprendi com uma perspectiva muito mais palpável.

Outro detalhe que me motiva é continuar atuando com eventos e marketing digital.

O melhor de tudo é ter meu noivo (sim, pois vai ter post sobre casamento nesse blog) e ver como nós estamos evoluindo como seres humanos.

Vocês não tem entendimento do que é perceber o quão diferentes somos hoje.

Escrevo esse texto após assistir uma palestra extraordinária de Leando Karnal, que me deixou uma frase que será tatuada em minha pele: Sorte é nome que o vagabundo da ao esforço que ele não faz.

 

Vamos aumentar a conversa? Comente este artigo.